Cabelo

2ª Fase do Cronograma: Nutrição e/ou Umectação

Umectação

Nutrição – segunda fase do Cronograma!

Vamos conhecer melhor cada fase do cronograma, para conseguir um resultado melhor?

Segunda fase: Nutrição e/ou umectação!

Antes de entrar nesse assunto, sim, as duas são praticamente a mesma coisa, a diferença que a umectação é feita especificamente com óleos, já a nutrição é feita com cremes e afins. Explicado isso, essa fase traz aos fios brilho, alinha as cutículas, reduz o frizz, define os cachos, evita pontas duplas. Essa fase é super indicada para cabelos ressecados, com químicas, cacheados ou crespos. Mas é claro que se o seu cabelo não e nada disso você pode usar também. ** E é importante ressaltar: como vai óleos, cuidado com a raiz, cabelo mistos ou oleosos é melhor evitar contato na raíz para não aumentar a oleosidade.

Essa fase é interessante por usar na maioria das vezes produtos naturais e de baixo custo como: óleo de abacate, amêndoas, andiroba, rícino, argan, coco entre outros. Além das manteigas: cupuaçu, manga, murumuru, karité, palma. Como vou saber que óleo posso usar? Basta identificar óleos vegetais 100% puros, naturais, sem silicones, nem deve conter óleo mineral, extra vigem.já no caso das manteigas deve-se levar em conta manteiga vegetal pura, não composta e sem aromatizantes.

Os mais escolhidos: 

– Azeite de oliva extra virgem: rico nas vitaminas A, D, E e K, deixa os cabelos brilhantes e leves.

– Óleo de rícino: auxilia no controle de queda, no crescimento capilar e no controle de oleosidade.

– Óleo de coco: ricos em ácidos graxos e vitamina E. É ideal para cabelos ressecados, pois hidrata e restaura a estrutura dos fios.

– Óleo de jojoba: ideal para cabelos oleosos, combate a queda, a caspa e dá brilho. Limpa os folículos capilares e estimula a renovação capilar, controlando a oleosidade dos fios.

– Óleo de abacate: ajuda a reduzir sinais de envelhecimento e é rico em vitaminas A e E.

– Óleo de semente de uva: ideal para todos os tipos de cabelo, dá brilho e hidrata os fios.

– Óleo de linhaça: rico em ômega 3, hidrata, dá brilho e diminui o frizz.

– Óleo de argan: rico em vitamina E, ômegas 6 e 9, é anti oxidante.

1 – Manteiga de Amêndoa (Prunus Amygdalus Batsch) 

Rico em vitaminas A e B, é emoliente, tem alto poder penetrante, proporcionando fácil hidratação e suavidade. Possui propriedades rejuvenescedora, regeneradora, hidratante, amaciante e nutritiva. É o mais utilizado em massagens de aromaterapia e também é aplicado em emulsões para pele seca, formulações anti-estrias, cremes para mãos, emulsões hidratantes, cremes nutritivos, produtos para peles envelhecidas, óleos hidratantes, entre outros.
2 – Manteiga de Karité (Butyrospermum Parkii) 

É composta por ácidos graxos de triglicerídeos com alto teor de ácidos oléicos, esteáricos e linoleicos. A Manteiga de Karité também contém tocoferóis (vitamina E), que funcionam como antioxidantes naturais. A manteiga de Karité é um agente emoliente com excelentes propriedades sensoriais devido à combinação única de triglicerídeos e ácidos graxos. É produto emoliente e lubrificante que ajuda a reduzir o ressecamento e a aspereza dos cabelos secos e/ou ressecados e ajuda proteger a pele das agressões externas.
3 – Manteiga de Buriti (Mauritia Flexuosa) 

Apresenta composição graxa rica em ácidos graxos insaturados (ácidos palmítico e oléico); alto teor de carotenóides, comportando-se como uma das fontes mais ricas em pró-vitamina A; alta concentração de tocoferóis com excelente atividade antioxidante e alta estabilidade oxidativa. A manteiga de Buriti é muito utilizada em fortalecedores capilares, produtos para cabelos tingidos e danificados.
4 – Manteiga de Castanha do Pará (Bertholletia Excelsa)

É rico em ácidos graxos insaturados (oléico, linoleíco e pequenas quantidades de mirístico), fitoesteróis-sistosterol, e amirina, além de esqualeno-nutrientes essenciais nos processos bioquímicos de formação do tecido epitelial. Rico em vitaminas lipossolúveis (A e E) e oligoelementos (Ca, Fe, Zn, Na, K e Se). Contribuí para função de barreira controlando a perda trans-epidérmica; propriedades anti-radicais livres e favorece a vitalidade da pele e cabelos. É um excelente anti-age por atuar como antioxidante combatendo os radicais livres e prevenindo o envelhecimento cutâneo, hidratante para a pele. Nos cabelos age como auxiliar na restauração de cabelos danificados e desidratados.
5 – Manteiga de MuruMuru (Astrocaryum Murumuru) 

É um produto graxo natural obtido por processo de compressão a frio da semente da palmeira de Murumuru. Por possuir uma composição balanceada de ácidos graxos, restaura a camada hidrolipídica natural, proporcionado brilho, emoliência, hidratação e proteção aos cabelos; é ideal no tratamento de cabelos sem vida e danificados.

6 – Manteiga de Cupuaçu (Theobroma Grandiflorum) 

A Manteiga de Cupuaçu é um triglicerídeo que apresenta uma composição equilibrada de ácidos graxos saturados e insaturados aspecto de um sólido macio que funde rapidamente ao entrar em contato com a pele. A Manteiga de Cupuaçu possui alta capacidade de absorção de água, aproximadamente 240% superior a da Lanolina anidra e de alguns esteróis de origem animal e vegetal.

Como fazer?

Bom isso, vai de fio para fio, como cada um acha que é melhor, não há uma regra a ser seguida. Há quem aquece os nutrientes (em banho maria, sem ferver) para o produto penetrar melhor no fio,já que o produto quente ajuda abrir as cutículas. Há quem faça com os cabelos úmidos, quem não prefere, enfim, cada uma decide a sua receitinha.

Eu costumo fazer a umectação com 2 produtos e que sinto um resultado muito bom, óleo de rícino e azeite de oliva, faço com os cabelos secos (já que o meu fio é seco, passo na raiz) e deixo agir de 1 a 2 horas.

Não tem segredo, é só fazer uma mistura eu você percebe que vai enluvar todo o comprimento do fio e aplicar. Essa é a fase que é interessante deixar de um dia para o outro, quando o produto não esta na raiz é claro, já que o efeito é muito melhor. Depois é só lavar com xampoo e depois condicionar. O ideal é lavar com um shampoo transparente que limpe bem sem ressecar os fios. Faça 2 ou 3 lavagens, até retirar todo o resíduo do óleo. Se puder usar um shampoo sem sulfato, melhor, pois agride menos os fios. Depois use um condicionador para fechar as cutículas. Não precisa usar nenhuma máscara, já que a umectação dá a nutrição suficiente aos fios.

Pode-se também misturar esses itens aos da hidratação e fazer uma mascara hidratante nutritiva (mais faça a mistura na hora de utilizar).

Agora é só escolher e fazer, espero vocês para a reconstrução. ;*

anna32

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s